Seja bem vindo ao Universo da Aposta

Home » O que que a de novo » Conheça a história do time de basquete Philadelphia 76ers

O que que a de novo

Betmais PEGAR MEU BÔNUS
PariMatch PEGAR MEU BÔNUS
22Bet PEGAR MEU BÔNUS
Betmaster PEGAR MEU BÔNUS

Conheça a história do time de basquete Philadelphia 76ers

Se você acompanha NBA há poucos anos, talvez não conheça a história do Philadelphia 76ers, uma vez que a franquia não tem lutado por títulos nesses últimos anos. Porém, se você conhecer um pouco mais fundo na história vai descobrir um passado glorioso.

Durante mais de três décadas a franquia foi uma das grandes forças da Conferência Leste e disputou nada mais nada menos do que 20 finais de conferência entre 1950 e 1985.

De lá pra cá, a equipe só chegou à final da Conferência Leste uma única vez. 

O que explica essa mudança abrupta de paradigma? Por que o passado glorioso da franquia deixou de estimular novas conquistas? Quais foram os nomes responsáveis por tornar o Philadelphia 76ers um dos times mais importantes da história da NBA?

Essas são algumas das perguntas que procuraremos tangenciar ao longo do artigo de hoje. Está feito o convite para nos acompanhar em mais uma aventura pela história da maior liga de basquete do planeta.

Remontando as origens históricas do Philadelphia 76ers

Assim como outras franquias da liga, o Philadelphia 76ers nasceu em outra cidade e teve outro nome. A origem da equipe remonta a cidade de Syracuse em 1946, no estado de Nova York. E o nome de batismo foi Syracuse Nationals. Apenas em 1963 a franquia se mudou para Philadelphia e passou a ter o nome que carrega ainda hoje.

E uma curiosidade histórica: o “76ers” remete ao ano de 1776, ano da Declaração da Independência dos Estados Unidos. Philadelphia é a cidade mais populosa da Pensilvânia, com 1,5 milhões de habitantes.

A equipe está na Conferência Leste, na divisão do Atlântico, ao lado de Boston Celtics, Brooklyn Nets, New York Knicks e Toronto Raptors. Atualmente, o clube é propriedade de Joshua Harris, um investidor norte-americano que também tem uma fatia do Crystal Palace, clube inglês que frequentemente disputa a Premier League.

Os anos de Syracuse Nationals e o primeiro título da liga

A primeira temporada da equipe não foi nada má: vinte e uma vitórias em vinte e três partidas, terminando a primeira temporada da história da NBA na quarta colocação. Na temporada seguinte, a equipe ficou uma posição abaixo.

A primeira onda de sucesso do Syracuse foi o recrutamento de Leo Ferris e de Billy Garbor. O time continuou fazendo boas campanhas, em meio a um processo de completa reconstrução por parte da NBA.

O primeiro título da história da franquia veio em 1955, quando o Syracuse Nationals venceu o Fort Wayne Pistons – atual Detroit Pistons – por quatro a três. A conquista do título no jogo 7 veio com uma vitória eletrizante de 93 a 92, por meio de um lance livre convertido a apenas 12 segundos do fim.     

No final dos anos 1950 e começo da década de 1960, a NBA começou a ser dominada por dois grandes astros: Bill Russell do Boston Celtics e Wilt Chamberlain, do Philadelphia Warriors (atual Golden State Warriors). 

E o Syracuse continuou fazendo boas temporadas, sempre brigando pelas primeiras posições. 

Wilt Chamberlain está entre nós 

Em 1963 ocorreu a transição, que deu à franquia a identidade que ela possui atualmente. No ano seguinte, o Philadelphia 76ers quis marcar sua nova era adquirindo o Chamberlain junto aos Warriors. O atleta ficou empolgado com a mudança, principalmente porque começava a carregar a sina de sempre chegar à final e nunca conseguir vencer.

A história de Chamberlain na NBA é marcada por recordes absurdos. Enumeramos alguns dos mais impressionantes:

  • Único jogador a marcar 100 pontos em uma única partida;
  • Único a manter média de mais de 40 e 50 pontos em várias temporadas;
  • Único com média de pelo menos 30 pontos e 20 rebotes em uma temporada (sete vezes);
  • Único a manter uma média de pelo menos 30 pontos e 20 rebotes por jogo ao longo de toda a carreira;

Mas nos Warriors ele teve pouca sorte no que diz respeito à títulos. De 1959 a 1965, enquanto vestia a camisa dourada, o Boston Celtics de Bill Russell ganhou todas as edições da liga.  

A segunda conquista: “Boston está morto!”

Com Wilt Chamberlain desfilando toda a sua categoria, o 76ers fez a famosa temporada dos sonhos, quando conseguiu um incrível recorde de 68-13. Chamberlain tinha ao seu lado jogadores esforçados, como Billy Cunningham e Greer, além de Chet Walker, Lucious Jackson e Wali Jones.

Na semifinal, o time enfrentou o todo-poderoso Boston Celtics, que era praticamente uma figura garantida em todas as finais daquela época. Mas, dessa vez, em uma série de cinco jogos, o 76ers não deu bobeira. A torcida ensandecida não parava de cantar: “Boston is dead!”.

Afinal de contas, o reinado de oito anos dos verdes terminava ali.  

A final não poderia ser diferente: Chamberlain ficou cara a cara com o antigo time. O San Francisco Warriors foi derrotado em seis jogos e, pela segunda vez, a franquia subia no lugar mais alto da NBA. 

Durante muitos anos, aquele foi considerado um dos melhores times da liga.

Uma queda monumental

Os anos seguintes não foram fáceis para o Philadelphia 76ers. Muito em virtude de uma péssima jogada. Ao final da temporada 1967-68, Wilt Chamberlain foi trocado por outros três jogadores do Los Angeles Lakers (Archie Clark, Darrall Imhoff e Jerry Chambers).

Chamberlain seguiu a sua vida muito bem, obrigado. É ídolo absoluto nos Lakers e jogou em alto nível por mais cinco temporadas.

O mesmo não se pode dizer do 76ers.

Nas três temporadas seguintes, a equipe não conseguiu passar pela segunda rodada dos playoffs. Na temporada 71-72, cinco anos após a conquista, os 76ers não foram para a pós-temporada pela primeira vez da história da franquia.  

Mas o fundo do poço veio na temporada seguinte: a equipe perdeu seus primeiros 15 jogos e, meses depois, conseguiram superar esse feito com vinte derrotas seguidas em uma única temporada. Foram nove vitórias no total. 

Nove.

Para se ter uma ideia, é o quarto menor número da história da NBA e continua sendo o menor número para uma temporada completa de 82 jogos. 73 derrotas é a maior marca de todos os tempos de qualquer franquia da NBA. 

Para muitos é o pior time que uma franquia da NBA já colocou em quadra. Nem de longe parecia o time imponente que dominava a Conferência Leste e tinha conseguido deter o Boston Celtics na semifinal. 

Retomando o caminho das vitórias – ou quase isso

Apenas em 1976 os torcedores tiveram a oportunidade de ter esperança novamente. O motivo para isso foi a aquisição de Julius Erving por mais ou menos 3 milhões de dólares junto ao New York Nets (atual Brooklyn Nets).  

Irving foi um grande jogador, vencendo três títulos ao longo da carreira (um deles pelo 76ers). Além disso, conquistou quatro prêmios de MVP e foi três vezes o líder de pontuação da liga. 

Ao todo, o craque jogou 11 temporadas no Philadelphia 76ers. 

Rapidamente, Julius Irving se tornou uma das lideranças da equipe. Na temporada 76-77, Erving e cia. conseguiram superar o Boston Celtics para chegar às finais da Conferência Leste e derrotar o Houston Rockets. Na final o título não veio e a equipe foi derrotada pelo Portland Trail Blazers. 

Mas, chegar até ali era uma conquista e tanto. 

Em 1980, mais uma final de NBA. 

Dessa vez, o Philadelphia 76ers perdeu para o Los Angeles Lakers. O time tinha voltado, definitivamente, a lutar por títulos e isso era motivo de grande alegria por parte dos torcedores. 

Moses Malone e o terceiro título do Philadelphia 76ers

Na temporada 1982-1983, os Sixers fizeram uma contratação certeira: Moses Malone veio compor a equipe, depois de ótimas temporadas no Houston Rockets. Reforçando um time que já era muito forte, Malone liderou a equipe na temporada regular de 65 vitórias. 

Malone foi o MVP da liga. 

Nos playoffs, o Philadelphia 76ers varreram o New York Knicks e o Milwaukee Blues nas primeiras rodadas. O terceiro título da franquia foi uma série de 4 a 0 sobre o Los Angeles Lakers. A equipe conquistou a impressionante marca de 12 vitórias nos playoffs e apenas uma derrota.

Ao todo, a franquia acumula 3 títulos da NBA e 6 vice-campeonatos, sendo que o último deles foi em 2001 quando a equipe perdeu o título para o Los Angeles Lakers de Kobe Bryant e Shaquille O’Neal.

E uma curiosidade: das nove finais disputadas pela equipe, as últimas seis foram contra o Los Angeles Lakers.

A falta de presente em meio às lembranças do passado

Para os torcedores do Philadelphia 76ers, o presente não parece apontar para boas perspectivas. Já faz mais de dez anos que a equipe não disputa uma final de liga ou mesmo de conferência. 

Os torcedores mais antigos ainda procuram manter vivas as memórias construídas a partir de caras como Wilt Chamberlain, Moses Malone, Julius Irving e outros. Mas a franquia precisa reencontrar o caminho das conquistas e as perspectivas não parecem boas.

Na temporada 2017-2018, a equipe conseguiu um terceiro lugar na Conferência Leste, com uma importante marca de 16 vitórias seguidas – o melhor resultado desde a temporada 2011-2012. 

Na temporada 2020-2021, o Philadelphia 76ers conquistaram o título da divisão pela primeira vez em vinte anos. Nos playoffs, conseguiram derrotar o Washington Wizards em cinco jogos, mas perderam para o Atlanta Hawks na semifinal da Conferência em sete jogos.

São pequenos passos e pequenas conquistas. Mas diante do que foi a década de 1990 e 2000 – com exceção da final de 2001 – pode-se dizer que as coisas estão melhorando aos poucos para os Sixers. 

Conclusão 

Falamos, hoje, da franquia do Philadelphia 76ears. Ao longo de três décadas, a equipe foi uma das mais poderosas da liga. Ao todo, foram três grandes conquistas em nove finais disputadas. 

Nas últimas temporadas, porém, o desempenho dos Sixers parece se distanciar desse passado glorioso. Hoje, poucos especialistas apontam a equipe como uma das candidatas ao título. Porém, como já presenciamos em diferentes momentos da história do esporte, a cada temporada é possível construir um novo presente.

Nós, do Universo da Aposta, esperamos que você tenha gostado do artigo de hoje. Fique por dentro do nosso blog. Regularmente, postamos textos sobre o mercado de apostas esportivas por lá e destrinchamos assuntos importantes que dizem respeito ao mundo dos esportes e dos e-games. 

Para qualquer dúvida ou sugestão, entre em contato com a gente que ficaremos felizes em te ajudar! 

Betmais PEGAR MEU BÔNUS
PariMatch PEGAR MEU BÔNUS
22Bet PEGAR MEU BÔNUS
Betmaster PEGAR MEU BÔNUS

COMPARTILHE